Notícias
Inicial Bandeira Científica da USP realizará cirurgias em Nova Andradina

Bandeira Científica da USP realizará cirurgias em Nova Andradina

20 de maio | (0) comentários | Dicas, Novidades, Saúde


O prefeito Roberto Hashioka e a primeira-dama e deputada estadual Dione Hashioka recepcionaram no sábado (17), em sua residência, o doutor em Medicina, Luiz Fernando Pina de Carvalho (USP/Cleveland Clinic), e a diretora do Projeto Bandeira Científica, Cristina Valente. Também estiveram presentes o secretário municipal de Saúde, Sílvio Senhorini, e o diretor do Hospital Regional, Márcio Pegoraro. 

Na ocasião, os profissionais apresentaram detalhes do mutirão de atendimento que será realizado em Nova Andradina, com início previsto para setembro deste ano. “Basicamente, é um projeto que sai de São Paulo para atender cidades em várias áreas diferentes. Dentro da Bandeira Científica tem oftalmologia, odontologia, ginecologia, saúde pública e até engenheiros que adaptam as casas das pessoas”, detalhou Carvalho. 

Médico ginecologista, Luiz Fernando complementou que o segmento escolhido para contemplar Nova Andradina será a Expedição Cirúrgica. “É um projeto que foi desenhado não somente para se fazer o tratamento clínico e consultas, mas também procedimentos cirúrgicos”, acrescentou o doutor, que também trabalha com endometriose, cirurgia laparoscópica e reprodução humana.

De acordo com Cristina Valente, acadêmica do 4º ano do curso de Medicina da USP, Nova Andradina foi escolhida por corresponder aos indicadores necessários para a ação. “É necessária toda uma grande estrutura para receber este projeto e Nova Andradina, além de ter, declarou interesse. Por isso nós viemos aqui para fazer essa parceria”, salientou a diretora do projeto. 

Ainda no sábado, os representantes participaram de visita técnica ao Hospital Regional Dr. Francisco Dantas Maniçoba, onde serão realizados os atendimentos, e destacaram a estrutura da unidade. “É interessante falar sobre Nova Andradina, pois possui uma unidade que preenche todos os requisitos necessários, que é ter, pelo menos, três salas cirúrgicas, além de toda uma estrutura para receber uma expedição cirúrgica”, frisou. 

De acordo com Luiz Fernando Pina de Carvalho, a Expedição Cirúrgica do Projeto Bandeira Científica em Nova Andradina se concentrará na área ginecológica. “Nós entramos em contato com o sistema de saúde da cidade e a gente sentiu que existia uma demanda reprimida de cirurgias ginecológicas que deveriam ser supridas pela expedição cirúrgica”, observou.  

A iniciativa consiste em três etapas. “A primeira é a visita à cidade para ver as instalações e fazer o contato com o prefeito e o pessoal de saúde. A segunda etapa é onde os médicos da USP atendem as pacientes, fazem os exames pré-preparatórios e selecionam os casos que devem ser operados. É importante falar que esses casos operados serão feitos por uma técnica cirúrgica laparoscópica, então, a tendência é por uma recuperação mais rápida”, disse. 

O médico acrescentou que a previsão é de que sejam atendidas aproximadamente 200 pacientes durante a ação em Nova Andradina. “Destas, nós selecionamos 50 que potencialmente devem ser operadas na cidade. A terceira etapa, de uma semana, consiste na reavaliação destes casos para operar por volta de 10 por dia, durante quatro ou cinco dias”, afirmou: “Além disso, retornaremos depois da cirurgia, três, quatro meses depois, para observar o pós-operatório dessas pacientes, se elas continuam com as queixas que elas tinham anteriormente e se tiveram alguma complicação. São quatro visitas ao todo. Nós só vamos embora da cidade depois que todas pacientes já tiveram alta hospitalar”, reiterou Carvalho. 

O ginecologista também destacou a participação dos médicos locais no processo. “Durante a triagem nós marcamos uma reunião com os ginecologistas da cidade e o que oferecemos para esses médicos é se eles querem participar das cirurgias para trocarmos experiências. Desta forma, esse auxílio do ginecologista da cidade é fundamental”, destacou.

Simpósio Internacional em Nova Andradina

A Bandeira Científica da USP também prevê a realização de um simpósio internacional com a doutora Rosanne Kho, cirurgiã renomada mundialmente. “Ela é chefe da Clínica Mayo, nos EUA, e agora foi contratada para ir para Nova York. Esse é o segundo ano que ela vai vir operar essas pacientes com a gente aqui no Brasil junto com os professores da Universidade de São Paulo”, completou Luiz Fernando Carvalho.

Durante o simpósio que será realizado em Nova Andradina, a profissional ministrará sobre novas tecnologias e o que está sendo desenvolvido nos Estados Unidos. O evento também contará com professores da USP, médicos entre outros convidados. “Vamos falar sobre tratamentos, câncer de mama e de colo de útero, endometriose, infertilidade, e cuidados hospitalares”, concluiu o doutor da USP.